Conheça a autora de ADENTRO!
Conheça a autora de ADENTRO!

Publicado em 19/05/2020 às 12h01

A Fliptru é mais do que um site onde se publicam quadrinhos online, é uma comunidade de pessoas que amam o que fazem! Por isso gostamos de trazer um pouco mais de cada pessoa da nossa comunidade através de entrevistas.

Já falamos com três pessoas até hoje:

Agora é a hora de sabermos mais sobre a autora da série em quadrinhos ADENTRO, Fernanda Moreira, também conhecida como @FSM aqui na comunidade.

Sem mais enrolação, vamos logo para a entrevista!

--

1. Como surgiu a vontade de contar histórias através dos quadrinhos? E qual sua maior motivação para contar histórias através dos quadrinhos? Conte um pouco da sua história como quadrinista.

Desde criança, sempre fui fascinada por histórias. Não demorou muito para eu começar a formular algumas e as por no papel. Dentre elas estava oque hoje é a Adentro, da qual tomou formas muitos diferentes ao longo dos anos.

A minha motivação para escrever quadrinhos veio justamente da prática paralela do desenho e da ilustração iniciada a cerca de sete anos atrás, do qual eu sempre utilizava para representar o universo que vinha formulando.

Até hoje me preencho de nostalgia ao abrir minhas pastas de desenhos e encontrar diversas versões da Anne, uma personagem querida da Adentro, aos poucos atingindo sua forma final (: 

2. Você publica suas obras de forma independente na internet faz quanto tempo? E de onde veio essa vontade de investir em webcomics?

Sou novata na área. Por mais que eu venha construindo o universo da Adentro a muitos anos, estou tendo minhas primeiras experiências com publicação de quadrinhos a cerca de seis meses.

Me via, assim como outros aspirantes, receosa e não preparada para expor a Adentro ao público.

Entretanto, após tomar a dianteira, venho notando o quão importante e precioso é mostrar nossas histórias para os outros: Aprendi coisas com o feedback que recebi dos meus leitores das quais eu talvez nunca soubesse sozinha.

Inicialmente, decidi publicar como webcomic pois achei o meio mais interessante de iniciar uma carreira como quadrinista mas, ao longo do tempo, vi como o meio é muito mais rico que isso: ele gera uma comunidade incrível de apaixonados por histórias, incentivando aprendizes e mestres a continuarem dedicando seu tempo aos quadrinhos e, por consequência, tornando seus materiais cada vez mais ricos!

3. Como você gosta de trabalhar nas suas histórias e quais materiais você usa?

Por conta do meu constante aprendizado a cada capítulo publicado da Adentro, me vi experimentando diversos meios de fazer suas páginas. Entretanto, o que sempre perdurou foi um grande planejamento e estudo prévios a execução de fato.

Como a Adentro se trata de um universo complexo e único, possuo uma grande pasta das quais guardo todas as informações a respeito dele, como mapas, artigos, acontecimentos, lores, linhas de tempo, etc. Além disso, o roteiro e esboço das páginas de cada capítulo.

Minha HQ até então teve três fases de execução: No prólogo, trabalhei em folhas comuns com nanquim e aquarela; no Capítulo I e II, explorei mais o digital e, atualmente, trabalhando no Capítulo III, retornei para o tradicional, entretanto, em folhas maiores e com mais materiais.

Como é notável, possuo preferência pelos métodos tradicionais. (: 

4. Nos conte como você lida com o seu tempo para criar quadrinhos. Se dedica exclusivamente para isso ou usa o tempo livre para criar suas histórias?

Assim como com a ilustração, sempre dediquei meu tempo livre para a Adentro, estudando e trabalhando paralelamente.

Atualmente, por conta da situação que vivenciamos por conta do vírus COVID-19, estou me dedicando mais ao ato.

Considero, além de um trabalho freelancer, um lazer indispensável nestes momentos difíceis. 

5. Qual o maior desafio que você sente que existe para quem cria quadrinhos?

Durante estes anos que eu vinha formulando a Adentro, o que mais me desanimava era a falta de apoio.

Sabemos que o mundo anda cada vez mais acelerado e praticar algo que fuja de suas liminares é um tanto questionável para aqueles que assistem, ainda mais com algo que demora tanto tempo para ser construído.

Como consequência, a esmagadora maioria das pessoas que eu conhecia ou convivia não sabiam que eu escrevia uma história.

Quando finalmente tomei coragem suficiente para publicá-la, me deparei com diversos comentários construtivos, afetuosos e elogios, oque me preencheu com uma alegria inexplicável!

Além disto, tive a descoberta de uma plataforma brasileira inteiramente dedicada para isto: a Fliptru, da qual abraço fortemente (:

6. Nos conte um pouco sobre como surgiu a ideia da série em quadrinhos Adentro?

Como já mencionei, a Adentro é fruto de muitos anos de pensamento. Ela já teve as mais diferentes formas e nomes (que até acho engraçado relembrar) e é fruto da absorção de muitas obras, seja elas livros, séries, animes, mangás ou outras HQ’s.

Após absorvê-las e entendê-las, refletia sobre pontos que me chamavam a atenção e tentava usá-las de referência no universo de Adentro.

Um fato interessante é que ela quase se tornou um livro e teve alguns capítulos, porém, notei como a narrativa visual seria interessante para contar esta história já que tal possui elementos como seres colossais; poderes com aspecto “mágico” e geografias únicas, além de unir uma prática da qual amo tanto, o desenho. 

7. Qual é seu maior sonho como autora de quadrinhos?

Para mim, só o fato de estar pondo a Adentro em prática já é uma realização sem precedentes!

Ver uma história da qual me dediquei por tantos anos ser lida e comentada não tem preço que pague. Diria que meu maior sonho é ver a Adentro completa, contar seus ápices, plot twists, envolver e gerar carinho pelos seus personagens.

Por isso, para mim, é um imenso prazer produzí-la! 

8. Quais são seu planos para o futuro aqui na comunidade?

Espero me estabelecer aqui na Fliptru como um membro ativo, auxiliando no que eu puder e recebendo ajuda também. Me sinto lisonjeada de fazer parte desta comunidade tão rica!

9. Como conheceu a plataforma e o que motivou você a publicar por aqui?

Conheci através do canal do Marcus Beck, seu criador, do qual assistia para aprender a escrever quadrinhos, tendo um papel importante para a existência da Adentro hoje em dia. 

10. Deixe uma mensagem para os seus leitores e leitoras aqui na Fliptru! =)

Venho aqui resgatar a minha dificuldade inicial para salientar: Não desanimem!

Um dos principais combustíveis da humanidade são as histórias. Elas nos guiam ao divertimento, à reflexão, à união. E, aliada a grandiosa arte, tornam nosso mundo cada vez melhor.

Vejam sua produção como um caminho e cada dia dedicado à ela, um passo. Meu muito obrigado à todos! 

--

Agradecemos muito a participação da Fernanda aqui no nosso blog e ficamos muito felizes em entrevistar e divulgar os membros da nossa comunidade de quadrinistas por aqui.

Queremos continuar fazendo mais entrevistas como essa, então deixe um comentário sugerindo quem será nosso próximo entrevistado ou entrevistada aqui no blog da Fliptru.

Até a próxima publicação!


Carregando comentários...